HOMOSSEXUALIDADE

& PECADO

 página principal

Nestes tempos modernos muiito se tem falado e escrito sobre homossexualidade, relacionando esse comportamento humano, pouco comum e ainda menos compreendido, com ato de transgressão de certa ordem ‘divina — muito explicada pelas religiões em geral e pouco entendida por nós, ‘simples mortais e pecadores que somos, certamente.

No livro gênese deste projeto, bloco de texto 11232.2 descrito abaixo na íntegra, introduzimos o tema das versões paralelas na caminhada evolutiva do ser e o desenvolvemos, com maior riqueza de detalhes, mais adiantes em outros capítulos da mesma obra.

11232.2 - Na viagem eterna pelo universo rumo ao infinito, desde a simplicidade de formação do primeiro elemento estrutural ao maior requinte de organização e sistema no homem conhecido; a natureza trafega, com as suas unidades, ciclando por 2 (dois) ambientes dimensionais, distintos e peculiares, em um caminho de via dupla, do próprio atributo e responsabilidade, oferecendo a essas unidades, por toda a jornada visível, a diversidade de quatro status de trânsito

1. Status alternáveis; mas, até este momento evolutivo humano, dificilmente são opcionais.

11.  meio essencial:

 -   positivo / ativo e
 -   negativo / reativo.

12.  meio intrafísico pesado:

 -   positivo / ativo e
 -   negativo / reativo.

*** *** *** ***

Os dois estados, ativo e reativo, redundam no que conhecemos como gêneros (masculino e feminino). Esse fator obstina o ser a experimentar uma classe em cada série de experiência planetária. Modelo que cobre todo o universo de aprendizagem possível em ambas as situações.

Ocorre que na virada de status — ativo para reativo ou vice-versa — o sujeito, com a mente em formação e condicionado à situação vigente, tende a se comportar com os antigos hábitos padrões, não somente sexuais como também na maneira de agir com relação ao meio, incluindo a profissão, etc.

Há uma concordância de caráter religioso — pelo menos entre as religiões ocidentais — que imputa às atividades sexuais entre pessoas do mesmo gênero a condição de ato pecaminoso. Mesmo retirando o fato, se bem compreendido, da virada de estado que mostramos acima, não conseguimos enxergar o que possa estar errado no convívio e troca de afetos entre dois seres, sejam elas de que sexo for, desde que se aceitem por voluntariedade.

Evidentemente que de uma união conjugal, do assunto em discussão, não vai gerar de forma natural um terceiro membro, capaz de formar, juntamente com a dupla, uma família; o que, na nossa opinião, não seria motivo suficiente pra levar o caso às barras dos tribunais ‘divinos.

A conclusão à qual chegamos, portanto, é que

l   não há nada de pecado, ou qualquer coisa que o valha, na homossexualidade; nem ninguém vai ser trocado de status, antes que o planejamento aponte, porque tenha se comportado fora das regras e convenções sociais. O mais é puro exercício mental, muito positivo aliás, próprio de quem está especulando sobre o gênio interior humano sem as bases elementares mínimas para entender, na complexidade das profundezas, essa obra prodigiosa da natureza. clik!

____________________

Comente este artigo – Se for matéria pertinente, mesmo que contrária às nossas idéias, será publicada nesta página.

<< HOME Page <

<< VER outros artigos <

TOPO ^