A IMPORTÂNCIA

DE CONHECER A MENTE

 página principal

 

reflexões

________

A grande importância da mente na existência do homem está na ordem de que uma pessoa portadora de deficiência física, mesmo lhe faltando os 4 (quatro) membros, é capaz de desenvolver alguma atividade produtiva e gerir a própria existência no ambiente social em que vive; enquanto que um indivíduo com desequilíbrio nas funções psico-mentais, ainda que gozando de integridade formal e boa saúde física, é uma pessoa tecnicamente incapaz.

* * * * * * *

O sucesso da criatura humana na existência deve-se, em qualquer análise racional, às habilidades cognitivas e aos conhecimentos acumulados através dos muitos milênios conhecer a mente, o instrumento de conhecer, é um saber do aqui agora, requisito de base para o homem deste século e está no mesmo nível de importância do que foi saber ler e escrever nos dois últimos séculos.

 

_______________________

A mente, o terceiro elemento na trilogia de constituição do ser humano, é o nosso instrumento de pensar, de gestão dos nossos passos, de aprender e de interpretar o mundo que nos rodeia; com ela em leve desequilíbrio vamos ter dificuldades no nosso dia-a-dia e em desequilíbrio acentuado não somos capazes de sobreviver com os nossos próprios meios, uma vez que sem ela não existiríamos como entes capazes da natureza.

Vivemos – desde o despertar da consciência e muito antes desse evento evolutivo – fazendo uso desse instrumento no nosso cotidiano e sem dele nos dar conta (os condicionamentos, antes de se instalarem, foram tarefas mentais); embora, há séculos e sem muito sucesso, o questionamos.

O primeiro modelo da essência formadora para o ser racional, que inclui uma suposta mente, foi elaborado por Platão.

l   Os princípios vegetativos,

l   os princípios sensitivos e

l   o princípio racional.

Hoje, segunda década do século XXI, a nossa ciência oficial, na ponta dos avanços tecnológicos e do saber, ainda patina nas buscas de conhecimentos sobre o instrumento de conhecer do vivente humano – parece que a mente ainda é um mistério para os homens de ciência.

Vivemos, há tanto tempo, na escuridão sobre a funcionalidade interna da nossa mente e temos avançado tanto no processo evolutivo... Ainda que alguém possa entender que não temos evoluído tanto assim. Ocorre que essa ferramenta de gestão opera nos bastidores – fora das linhas da consciência – e não é nenhuma novidade; Sigmund Freud, lá pelo início do século passado, concluíra, nos seus estudos e pesquisas, que a mente dispõe de faculdades internas, as quais ele rotulou de não-conscientes e de inconscientes.

Nestes tempos modernos – com os avanços tecnológicos e da educação, embora esse último item seja deficiente no nosso país Brasil – as pressões sobre o indivíduo são cada dia mais fortes e a competição cada vez mais acirrada. O que era, ontem, fator diferencial em qualquer desafio, é hoje requisito, às vezes banais, em eventos da mesma natureza.

Conduzir um automóvel, operar um soft (como um editor de texto) em um computador e dispor de um diploma universitário no currículo são três exemplos mais próximos da nossa cultura e realidade Brasil.

l   Muita gente já ganhou a disputa para uma vaga de emprego, muito importante, por dominar apenas uma dessas habilidades ou ter grau superior. E hoje, pessoas com apenas aqueles níveis não seriam sequer aceitas, como candidatas, sem dominar as duas habilidades e ter um curso de faculdade.

Ao visualizar o futuro, e com base no passado recente, o próximo fator diferencial na sobrevivência humana, podemos apostar, será o domínio dos conhecimentos técnicos sobre a mente (matéria oferecida na obra a mente humana). O que logo mais, no mesmo modelo acelerado de desenvolvimento que experimentamos, também será requisito em qualquer competição que envolva o ser humano – não duvidem!

O domínio sobre os elementos formadores da mente humana não será matéria para reforçar o currículo formal do indivíduo. Porém, estará impresso e estampado no comportamento de quem os domina.

TOPO ^

____________________

benefícios

Qualquer aprendizado na vida precisa render ao menos um benefício perceptível ao aprendiz, nem que seja alguma coisa simplesmente prazerosa; do contrário não haverá estímulo – todo aprendizado produz benefícios indiretos e não perceptíveis pela consciência, mas a nossa visão curta e o imediatismo humano não nos permite investimentos em tarefas de retorno não observável.

Entre inúmeros benefícios – diretos e indiretos, de curto e de longo prazo, que não vamos ficar, cansativamente, listando, mesmo porque não conhecemos todos eles e o navegante pode muito bem imaginar – alguns se destacam pela visibilidade; os quais enumeramos abaixo. 

Na empreitada de conhecer a mente humana não é diferente. O estudioso vai agregar, à sua bagagem, uma série de ganhos de curto prazo e incorporar, ao seu potencial, um mundo de elementos imperceptíveis; acervo [valores perceptíveis e não visíveis] que vai fazer a diferença, na sua qualidade de vida, mais adiante.

A compreensão geral da estrutura de formação interior do homem: EU proprietário, soma, psique e mente (elementos propriedades), já é um ganho maravilhoso, na habilitação do estudioso em poder individualizar os próprios atos e comportamentos. O que vai proporcionar-lhe domínio sobre algumas faculdades rebeldes, que têm conduzido muitas pessoas a situações constrangedoras no seu dia-a-dia e a sérios naufrágios na vida.

A rara condição de poder individualizar e classificar as atividades: condicionadas, volitivas e cognitivas, é um saber que irá livrá-lo de algumas escaramuças pessoais e muitas situações de estresse nas suas relações com o ambiente – com um pouco de treinamento você será capaz de abortar ou desviar um curso que se direciona para uma circunstância desastrosa.

O saber sobre a consciência (o que é e como acontece), o conhecimento dos estados de consciência (condições, modos e focos) e sobre os bioprocessadores dinâmicos da mente (fonte dos nossos pensamentos e inteligência), que sempre estiveram presentes no cotidiano do organismo portador, vão preparar o estudioso para o resgate da própria história planetária mais recente – os benefícios desse item não tem nenhum paralelo na história da humanidade.

Uma vez conhecendo as engrenagens dinâmicas da mente – que, fora das linhas de consciência, sempre o conduziu – você será capaz de exercitá-las e direcionar esses mecanismos nas conquistas dos seus objetivos. Os limites estarão subordinados à vontade e ao esforço pessoal de cada conhecedor.

Um fator interessante a ser observado é que, à medida que o conhecedor usa a mente de forma ativa, as falhas de memória e os vícios de comportamento vão desaparecendo – a sua eficiência pessoal será outra e será notada a curto prazo.

_________________________

Comente este artigo – Se for matéria pertinente, mesmo que contrária às nossas idéias, será publicada nesta página.

<< HOME Page <

<< VER outros artigos <

TOPO ^